Menu

Diretores do Setor de Ciências da Terra tomam posse

Elaine Leal     18 de dezembro de 2018 - 16h41

A nova direção do Setor de Ciências da Terra tomou posse na segunda-feira (17). Os professores Alzir Felippe Buffara Antunes e Eduardo Vedor de Paula foram eleitos, respectivamente, diretor e vice-diretor da unidade. A cerimônia aconteceu no Salão Nobre do Setor de Tecnologia.

O reitor Ricardo Marcelo Fonseca destacou o trabalho da gestão anterior e desejou sucesso aos novos diretores. “A direção do Setor sempre mostrou dedicação e comprometimento. O Setor de Ciências da Terra é um dos mais jovens da UFPR, estratégico e com pujança na pesquisa e pós-graduação”, disse.

“O Setor é protagonista, com personagens que fizeram parte do primeiro plano da história da UFPR, e que hoje tem essa centralidade, no âmbito dos projetos, ensino, extensão e, particularmente, na pesquisa e pós-graduação. Os professores Alzir Felippe e Eduardo chegam legitimados pela vontade do Setor, com experiência na administração central, energia e juventude. Desejamos muito sucesso”, concluiu o reitor.

O novo diretor, professor Alzir Felippe, ressaltou o compromisso do Setor e o trabalho em conjunto. “Podemos com sinergia fazer muito pelo Setor e pela instituição. Almejamos uma gestão participativa e integrada com a comunidade acadêmica. Unidos podemos muito, estamos juntos na luta de fazer a universidade crescer, mesmo com as adversidades. A UFPR é o nosso partido”.

Novo diretor do Setor de Ciências da Terra

De acordo com o novo diretor, a ampliação do Setor, desvinculado do Centro de Estudos do Mar desde o mês de novembro, está entre os desafios da nova gestão. “Queremos ampliar os cursos de graduação, trazer novos projetos para captar recursos, incentivar a pesquisa e o desenvolvimento”.

“No Setor, temos ações pontuais relacionadas à internacionalização; queremos fortalecer e converter essa pauta em estratégias integradoras. Nosso potencial para captação de recursos por meio do desenvolvimento de pesquisas aplicadas também é grande. Precisamos criar mecanismos para potencializar nossas qualidades”, afirmou o vice-diretor, Eduardo Vedor de Paula.

“Quando existe crise, temos que ser criativos. Podem contar conosco, desejo uma excelente gestão”, disse a vice-reitora Graciela Bolzón de Muniz.

O professor Pedro Luis Faggion, ex-diretor, agradeceu a equipe pelos oito anos à frente do Setor e parabenizou os novos diretores. “Desejo uma gestão cheia de progresso, crescimento e reconhecimento para o nosso Setor”.

Propostas da gestão

Os eixos norteadores da gestão são alicerçados na promoção do ensino, pesquisa e extensão voltada à formação e qualificação de engenheiros, geógrafos e geólogos, focando a visão científica e tecnológica de acordo com as demandas da sociedade.

Nestas perspectivas, o projeto de gestão prevê uma série de ações. Entre elas estão o prosseguimento às boas práticas administrativas adotadas pela atual gestão, tais como: gestão democrática dos recursos financeiros; apoio a formação continuada de capacitação de servidores; suporte e reforço às aulas de campo; integração harmônica entre os departamentos, coordenações de Graduação e Pós-Graduação e do Cenacid.

Além disso, considerando a desvinculação recente do CEM do Setor de Ciências da Terra, pretende-se realizar um estudo para implementação de novos cursos de graduação. Outra proposta é o incentivo à internacionalização do setor por meio de uma comissão setorial própria, que traçará as diretrizes setoriais para prospecção de novos parceiros.

A nova direção propõe ainda o apoio continuado à inserção do setor junto à comunidade por meio de projetos de tecnologia, inovação e parcerias público privadas em áreas específicas, bem como a divulgação perante a sociedade sobre as profissões, enfocando sempre a importância Geólogo, Geógrafo e Engenheiro Cartógrafo e Agrimensor para o desenvolvimento do país. Na área de infraestrutura, estão previstas a captação de recursos para conclusão das obras no entorno do Edifício João José Bigarella e a construção de mais um laboratório para aulas práticas de geoprocessamento.

Nova direção

Professor Alzir Felippe Buffara Antunes é Engenheiro Cartógrafo e Agrimensor e professor Associado IV do departamento de Geomática desde 1993, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Geodésicas desde 1997.

Antunes foi vice-coordenador do Projeto GEO, pioneiro no Brasil, que introduziu a cultura e tecnologia de Geoprocessamento na UFPR (1993-1997), coordenador do curso de Engenharia Cartográfica (2003-2007), Assessor Adjunto de Relações Internacionais (2009-2011), membro da comissão de Ética Pública da UFPR (2010-2013), chefe do Departamento de Geomática (2011-2012) e chefe de Gabinete da Reitoria (2013-2016).

Fora da UFPR, atuou como Engenheiro na Empresa de Portos do Brasil, Portobrás (1985-1990) e Inspetor Fiscal dos Portos de Paranaguá e Antonina (1989).

Professor Eduardo Vedor é Geógrafo e professor Adjunto IV do departamento de Geografia desde 2012. Atuou como coordenador do curso de especialização em Análise Ambiental de 2013 a 2015, chefe do departamento de Geografia de 2016 a 2017 e está vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Geografia desde 2013.

Atualmente, Vedor preside a comissão para criação do curso de Arqueologia no Setor de Ciências da Terra, além de representar a UFPR no Conselho de Desenvolvimento do Litoral (COLIT) e atuar como representante brasileiro na RIDOT (Red Ibero Americana de Observación Territorial).

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Flickr
Universidade Federal do Paraná
Setor de Ciências da Terra
Centro Politécnico | Jardim das Américas | Fone: (41) 3361-3198
CEP 81531-990 | Caixa Postal 19001 | Curitiba | PR | Brasil


©2019 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR