Menu

CEPE aprova Plano Institucional de Internacionalização da UFPR

Elaine Leal     27 de abril de 2018 - 12h57

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) aprovou hoje (27), por unanimidade, o Plano Institucional de Internacionalização da UFPR, que estabelece ações e políticas de internacionalização, estruturadas em torno das dimensões institucionais de cooperação internacional, da mobilidade acadêmica e das políticas linguísticas.

Com cinco grandes objetivos centrais – ensino, pesquisa, inovação, extensão e cultura, logística e visibilidade -, o Plano quer manter e realçar a posição da UFPR dentre as principais instituições de ensino superior do Brasil. Dessa maneira o plano quer potencializar e aprimorar, em curto espaço de tempo, a inserção qualificada da UFPR no diálogo com institucionais internacionais.

A proposta do Plano apresentado ao conselho, que foi amplamente discutido e democraticamente construídos pela comunidade acadêmica, foi coordenado pelas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG), Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) e Agência UFPR Internacional (AUI), órgãos responsáveis pela proposição, execução e acompanhamento de atividades, projetos e programas de internacionalização da Universidade.

A Internacionalização da UFPR

Os cursos de Graduação e de Programas de Pós-graduação da UFPR já desenvolvem projetos de mobilidade, cotutelas, duplas-titulações e atividades de pesquisa, inovação, cultura e extensão com diferentes parceiros internacionais.

Políticas, ações e estratégias serão implementadas para que essas experiências internacionais sejam expandidas para frações mais expressivas do corpo docente e discente da instituição em curto prazo. Tomando como base tais experiências prévias de internacionalização, programas serão estabelecidos a fim de ampliar a projeção da UFPR no cenário acadêmico e científico internacional. Entre esses programas está, por exemplo, a destinação de bolsas de estudo pós-doutorais para recém-doutores estrangeiros e as visitas técnicas ou estágios de curta duração no exterior. Serão também priorizadas ações visando aumentar o número de discentes em doutorado-sanduíche.

As atividades de cooperação internacional, que incluem a prospecção, análise de parcerias e temas estratégicos, discussões e implementação de acordos e convênios também será uma dos focos das ações institucionais de internacionalização visando promover cursos, eventos e intercâmbios de conhecimento entre as universidades parceiras. Entre as ações previstas para dar conta dessa temática estão ofertas de disciplinas em conjunto com docentes estrangeiros, expansão de acordos de dupla diplomação e visitas técnicas.

A mobilidade acadêmica é outro ponto contemplado pelo Plano, que irá considerar tanto a saída de pesquisadores e discentes brasileiros para o exterior, quanto a chegada ao Brasil de pesquisadores e discentes estrangeiros.

Outro fator considerado no Plano são as Políticas Linguísticas, que se apoiará na recém criada Coordenação de Políticas Linguística, responsável por planejar, prospectar e fomentar a construção de propostas, projetos e programas envolvendo o ensino de línguas estrangeiras e demais ações linguísticas. Quer-se com essa abordagem, facilitar e aprimorar a qualidade do intercâmbio acadêmico promovendo o rompimento de barreiras linguísticas.

Dentre as ações básicas desta Coordenação estão o incentivo e apoio ao desenvolvimento de competências linguísticas para a produção e publicação, em inglês, de textos científicos e de apresentações acadêmicas em eventos internacionais. Dessa maneira a UFPR está adotando uma visão do multilinguismo e multiculturalismo, incentivando o aprendizado de idiomas vistos como estratégicos para o desenvolvimento científico e acadêmico.

UFPR nas Redes Sociais

UFPR no Flickr
Universidade Federal do Paraná
Setor de Ciências da Terra
Centro Politécnico | Jardim das Américas | Fone: (41) 3361-3198
CEP 81531-990 | Caixa Postal 19001 | Curitiba | PR | Brasil


©2018 - Universidade Federal do Paraná

Desenvolvido em Software Livre e hospedado pelo Centro de Computação Eletrônica da UFPR